bases de emails capa
Marketing

Como analisar e manter a qualidade das suas bases de emails? E por que é importante?

Você está começando a montar a sua estratégia de inbound marketing e a entender o potencial que ela pode ter. Por que não dar um jeitinho e comprar só uma listinha de email para gerar um bom volume inicial de leads?

Não faça isso, por favor! Acredite em mim, essa não é uma boa solução. A qualidade da sua lista é mais importante que a quantidade de leads.

Já falamos sobre porque você não deve comprar listas de emails aqui no blog, mas é importante falar sobre alguns outros pontos importantes.

Boas listas de email não estão à venda

Pensa comigo: em uma lista fria, qual garantia você tem que outras tantas empresas não estão entrando em contato com aquele mesmo lead?

Por receberem muito SPAM, as pessoas possuem um email apenas para cadastro em sites ou, algumas vezes, até trocam de endereço de email.

Se você disparar campanhas para email inativos, sua entregabilidade vai despencar, o que fará com que o seu domínio de email fique sujo.

Emails enviados por domínios sujos são direcionados, pelos próprios provedores, para a caixa de spam de quem está recebendo.

Quem realmente tem uma boa lista de email, guarda a sete chaves!

A última coisa que você vai querer é que os leds sejam bombardeados por emails e parem de abrir e ler as mensagens que recebem de você.

Você venderia ou compartilharia os endereços de email daqueles que, voluntariamente, optaram por receber os seus emails?

Você gostaria de disputar a caixa de entrada dos leads que você conseguiu atrair com outras empresas que não tiveram o mesmo trabalho?

De boas intenções…

Mas meu amigo tem uma empresa, e ele quer me ajudar!

As intenções do seu amigo podem até ser as melhores possíveis e ele, realmente, vai te passar uma lista com emails reais…

Porém, as pessoas daquela lista, não aceitaram receber o seu contato.

Mesmo que você faça um primeiro contato com a CTA “Opte por receber nossas novidades”, a verdade é que o lead nunca ouviu falar da sua empresa e não se lembra de ter autorizado que você entrasse em contato.

Por isso, o mais provável é que ele marque os seus emails como spam. De novo, sua entregabilidade despenca e seu domínio fica sujo.

Cuidado com os spamtraps

Um spam trap é um endereço de email inexistente ou inativo que os provedores de email utilizam para atrair spam.

Esses endereços ficam escondidos de forma que só ferramentas que coletam emails automaticamente possam encontrar.

Quando você envia um email para um spam trap o seu domínio fica marcado como spam.

Ao comprar uma lista pronta, você não tem como verificar a origem dos leads e corre o risco de acabar enviando conteúdo para um spam trap.

Depois que o seu email é considerado um spam, você leva meses, ou talvez anos, para conseguir melhorar a reputação do seu domínio no Return Path.

Em alguns casos o domínio atinge uma reputação tão ruim que o mais recomendado é trocar o endereço de email, pois será impossível que seus emails cheguem à caixa de entrada dos leads.

Existem várias ferramentas que verificam a validade de endereços de email e você pode dar uma olhada em algumas em nosso projeto, o Outbound Reviews.

O problema delas é que várias não são confiáveis e, as melhores, possuem restrição em planos gratuitos e os planos pagos são bem caros.

Quando você compra uma lista com muitos emails, o processo de validar esses emails pode se tornar até mais caro que uma estratégia de inbound marketing bem definida.

Acho que se eu não consegui te convencer a não comprar listas, no mínimo deixei você com a pulga atrás da orelha 🙂

Limpe suas bases de emails

A medida que pessoas mudam de emprego, ou mudam de provedor de email, ou param de usar um email criado apenas para receber conteúdos, sua base vai ficando cada vez mais poluída com contatos inativos.

Ainda existem os emails genéricos, como comercial@ ou contato@, que são administrados por várias pessoas dentro da empresa.

Esses emails precisam ser avaliados com cuidado porque, como são emails genéricos, representam potencial de baixo engajamento, prejudicando a entregabilidade.

Muita gente não sabe, mas cerca de 22,5% das bases de contatos de email marketing são deterioradas todo ano!

Quem trabalha com marketing deve saber que, além de trazer novos contatos constantemente, deve fazer uma higienização frequente da sua base, para que os resultados das campanhas sejam sempre mais eficientes.

Veja essas dicas para manter a sua base de emails limpa:

Cheque se os contatos estão corretos

Se você não tiver um fluxo alto de geração de leads, recomendo verificar manualmente se as pessoas estão preenchendo os campos corretamente.

Muitas vezes acontecem alguns erros de digitação involuntários que prejudicam a qualidade da sua base, como fulano@gmailcom ou fulano @ gmail. com.

Em uma pesquisa feita pela SafetyMails, dos 40 milhões de emails inscritos em formulários de cadastro, 18% (cerca de 7 milhões) eram inválidos.

Esses 18% podem elevar o seu custo de aquisição de clientes (CAC), além de gerar problemas com os provedores de emails, devido a elevada taxa de bounce.

Para um alto volume de geração de leads, como já citei anteriormente, algumas ferramentas de validação de emails podem ser úteis. Escolha a que melhor se adapta ao seu cenário.

Fique de olho nas taxas de rejeição

Um email pode ser rejeitado por inúmeros motivos e não esperamos que você analise caso a caso.

Muitas vezes a explicação que os provedores de email enviam é cheia de códigos confusos, o que dificulta o entendimento de quem não é expert.

O que eu indico é que você acompanhe, pelo menos, se está sofrendo com soft bounce ou hard bounce.

O soft bounce é uma dificuldade de temporária de entregar um email, como caixa de entrada do lead cheia ou servidor de email inativo momentaneamente.

Para esses casos você pode reenviar os emails, pois provavelmente a entrega será efetivada após uma segunda ou terceira tentativa.

O hard bounce é um problema permanente na entrega do email, como um endereço de email incorreto ou inexistente.

Como não existe a possibilidade desses emails serem entregues, você deve removê-los o quanto antes da sua base de emails ou corrigi-los imediatamente.

Nunca tente reenviar para emails com problemas de hard bounce porque, quanto mais seus emails voltam, mais seu domínio perde reputação.

Os provedores de emails analisam as taxas de rejeição geradas a cada envio para definir a reputação de um email. Se você tiver muitos hard bounces, eles podem bloquear os seus envios por entenderem que você é um spammer.

Não seja marcado como SPAM

O que você acha que é mais fácil:

Marcar uma mensagem como SPAM ou abrir um email só para clicar no link de descadastro que vai te direcionar para uma página com algum formulário chato?

Por isso, mesmo quando você segue todas as boas práticas para construir a sua base de emails, ainda existirão pessoas que vão denunciar você como spam, simplesmente por ser mais fácil 🙁

Por isso, acompanhe de perto os relatórios das suas campanhas de email para remover imediatamente as pessoas que não querem mais receber o seu conteúdo.

Desapega dos leads inativos

Eu sei que você teve muito trabalho para construir a sua base de emails e que retirar os leads inativos dói. Afinal, vai que ele volta!

De que adianta você enviar um email para uma pessoa que vai, simplesmente, deletar a sua mensagem sem nem abrir ou ler?

Calma! Não estou falando para você sair apagando contatos só porque eles não abriram o seu último email.

O que eu recomendo é que você, primeiro, faça uma campanha de reengajamento, tentando recuperar o interesse do lead:

  • Ofereça algo especial para a pessoa voltar;
  • Dedique um tempo para elaborar um assunto que desperte interesse e curiosidade;
  • Seja sincero com o lead e pergunte se ele realmente quer continuar recebendo os seus emails ou se você pode cancelar os envios.

Se nada disso der certo, sinto informar: chegou o doloroso momento de deletar aqueles leads inativos da sua base.

As melhores dicas para você crescer a sua base de emails

Se você ainda está um pouco perdido nesse assunto e não entendeu como construir uma boa base de emails, confere essas dicas:

  1. Produza materiais ricos, como um ebook, e peça às pessoas para deixarem seu email se quiserem fazer o download do conteúdo;
  2. Coloque um link na assinatura de email da sua empresa que permita que as pessoas se inscrevam para receber conteúdos ricos;
  3. Utilize seu canal no YouTube e coloque links para conteúdos relevantes da sua empresa na descrição dos vídeos;
  4. Ofereça formulários para inscrição em newsletter e utilize CTAs em, praticamente, todo o site, mas sem ser chato;
  5. Construa conteúdos em parceria com empresas que tenham uma persona próxima à sua e compartilhe os leads gerados;
  6. Organize ou participe de eventos presenciais e envie um email de boas vindas para os participantes se certificando de que esses leads querem receber o seu contato.

Lembre-se: o sucesso do seu email não deve ser medido pelo número de pessoas para quem é ele enviado, deve ser medido pela qualidade das suas campanhas.

Analise a quantidade de ações positivas feitas pelos leads a partir do seu email, como abri-lo, acessar um conteúdo indicado, baixar um ebook, clicar em alguma CTA, ou até mesmo, responder posivitamente.

Leave a reply