Marketing

Os principais problemas em sua estratégia de inbound marketing

Anteriormente fizemos um blog post sobre o que um curso atual de marketing com foco em Inbound deve conter. Foi um texto que teve um engajamento relevante em diversos grupos de profissionais de marketing. Esse curso de inbound marketing deu o que falar.

Buscando amadurecer esse tema aqui no blog, decidi fazer um artigo falando sobre quais são os problemas mais comuns que vemos no diagnóstico de diversas empresas que trabalhamos no processo de consultoria. Mesmo no diagnóstico, é sempre bom saber o que diversos concorrentes dos nossos clientes estão fazendo de errado também.

O Inbound é sim uma estratégia que gera resultados muito bons quando executado corretamente, mas a grande verdade é que encontramos normalmente mais práticas erradas que corretas.

Quais são os principais problemas em Inbound Marketing que as empresas encontram?

Existe uma tendência muito clara para se trabalhar com o marketing passivo, o já conhecido Inbound Marketing. Em marketing empresarial isso é ainda mais claro. É só pensar um pouco, o Inbound preza por diminuir o CAC já que os clientes estão mais educados sobre o que estão encontrando de dificuldades. Gastar menos para adquirir um cliente é ótimo, não é mesmo?

Mas o que muitas vezes não fica claro são os erros comuns que se encontra no mercado. Mas afinal, quais são eles?

Pouca especialização profissional em Inbound Marketing

Não sei se você conhece o livro The Hard things about hard things, mas se tem um título de um capítulo de algum livro que nunca vou esquecer na vida, vem desse livro.

Escrito por Ben Horowitz e Marc Andreessen, o livro fala sobre as situações mais difíceis que um empreendedor encontra em sua jornada para construir uma empresa de sucesso.

É um livro fora de série porque não vende um empreendedorismo do tipo siga sua paixão e tudo vai dar certo. Na verdade, é bem o contrário disso, o que acaba por fazer o livro um must read.

Ao mostrar a verdade, ele mostra os pontos principais para se atingir o sucesso em diversas áreas do negócio. O capítulo do livro que quero comentar tem o seguinte título:

Take care of people, products and profits. In that order.

Ele cita como é importante se preocupar com o desenvolvimento de pessoas em primeiro lugar. E isso é mais importante em Inbound Marketing, uma estratégia que deve ser alterada conforme as rápidas mudanças do mercado como, por exemplo, um algoritmo de SEO.

O Google faz updates em seus algoritmos de forma recorrente. Pelo menos uma vez por ano, existem grandes mudanças no algoritmo que todos profissionais devem aprender a lidar rapidamente. Se especializar de forma ágil se torna cada vez mais relevante.

Seguindo na linha proposta pelo Ben Horowitz, é importante ter em sua equipe pessoas dispostas a buscarem novos conhecimentos e desafiar a maneira de como as atividades são feitas atualmente. Mesmo que essas atividades sejam executadas pela própria pessoa.

Textos pouco educativos

Esse é um dos fatores que mais decepcionam em uma estratégia de Marketing Inbound. Quando paro por um segundo e chego à conclusão de que estou consumindo mais conteúdo em inglês do que em português, verifico que não é porque sou anti-patriota.

A verdade é porque sei que em boa parte do tempo, as empresas no exterior têm mais a nos educar do que as próprias empresas brasileiras. (infelizmente e na grande maioria dos casos).

A questão é que mesmo que muitos decision makers reconheçam a importância do Inbound Marketing, eles ainda não estimulam suas organizações a escrever conteúdos realmente relevantes e educativos.

O que acontece no final é que dessa forma acabam por pisar em um dos principais valores do marketing de conteúdo que é criar artigos, vídeos e etc. que realmente vão educar o lead sobre como a situação atual do mesmo não é a melhor.

É bem simples. Por que você deveria escutar alguém que tem pouco a dizer ou é generalista na sua criação de conteúdo?

Você não entende a relação entre marketing de conteúdo e inbound marketing

Você não entende a relação entre marketing de conteúdo e inbound marketing

A Hubspot perguntou para sua base de clientes e não clientes exatamente se eles sabiam a relação entre os termos marketing de conteúdo e inbound marketing. Dessa pesquisa sensacional saiu insights bem úteis.

Uma principal inferência que é possível tirar desse processo é a importância de saber que apesar de marketing de conteúdo ser uma categoria do Inbound Marketing, não é possível que um funcione corretamente sem o outro.

Se você for pensar no corpo humano, podemos concluir que o marketing de conteúdo é um órgão chave do Inbound Marketing. É sim uma subcategoria, mas ainda é chave.

Por outro lado, é importante você saber que as atividades de Inbound Marketing vão além de se criar conteúdo. É preciso definir, por exemplo, quando postar, onde postar, com quem fazer parceria e como deve ser a comunicação com o público.

Dessa forma, com uma quantidade imensa de atividades, é interessante definir dentro do setor de marketing quem é o responsável por executar cada uma das atividades.

Não existem responsáveis claros pelo processo

Desde que o Ford definiu o responsável por executar uma parte bem clara do processo, a forma de se gerir e construir produtos mudou muito. Em Inbound não deve ser diferente. É claro que o trabalho intelectual e liberdade para trabalhar dentro do processo é muito maior.

Afinal, somos dotados de inteligência.

Mas o que o fordismo trouxe para o processo é a especialização de etapas de forma a conseguir resultados consistentes e cada vez melhores. Dentro do seu processo de marketing Inbound é interessante que seja feito o mesmo. Existem diversas formas possíveis de se fazer isso.

Você pode, por exemplo, pensar em produtor de conteúdo, um planejador de conteúdo ou alguém focado em conversão trabalhando com um designer para alcançar um resultado excepcional.

Estabelecer uma responsabilidade clara permite definir metas para cada uma das áreas e também saber qual parte do processo deve ser otimizada para gerar melhores resultados.

Você não interage de forma constante com seu público

Por último, mas não por menos, a interação com o público é extremamente relevante se você quer ter uma boa estratégia de Inbound Marketing.

Uma das grandes vantagens do Inbound Marketing é fazer com que seja possível fortalecer a marca da empresa e, unindo ao marketing de conteúdo, tornar possível que essa força venha através do conhecimento.

Mas é realmente necessário tornar o seu inbound completamente passivo com trafego vindo somente através das SERPs?

Se você tem uma base de leads, é possível enviar conteúdo de forma recorrente para garantir uma nutrição e um engajamento com seus leads. Também se o seu conteúdo é de qualidade, por que não postar e repostar em suas mídias sociais?

Um cerne da estratégia é conseguir a atenção do público para assuntos que sejam relevantes ao mesmo. Então, por que esperar que eles venham até você se você pode entregar recorrentemente conteúdo para seu público?

Conclusão

Espero que tenha ficado claro quais são os principais problemas que o mercado encontra ao trabalhar com estratégias de Inbound Marketing.

Caso tenha mais algum para acrescentar e para melhorar nossa discussão, poste nos comentários por favor.

É fácil perceber que Inbound é útil, mas fazer correto requer disciplina, processo e força de vontade.

glossário de vendas banner

Leave a reply