Vendas

Como montar um email de prospecção que as pessoas respondem

Nesse texto eu vou te contar como montamos nosso modelo de email de prospecção. E pode ter certeza que, ao fim da leitura, você estará com o seu email encaminhado.

Para início de conversa, dá uma olhada nesse email que eu recebi do diretor de uma empresa de Engenharia que prospectei:

modelo de email

Fala a verdade, não seria uma maravilha abrir sua caixa de entrada e se deparar com uma resposta dessas?

Só um prospector maluco responderia que não, certo? 

O caminho para esse tipo de retorno é simples – um bom email de prospecção

Essa aula sobre Cold Mailing é um conteúdo exclusivo do nosso certificado gratuito – o Outbound Go!

Com um bom email de prospecção, você aumenta sua taxa de abertura e, consequentemente, a de respostas. E quem não quer isso, certo?

É por isso que você precisa de um modelo de email perfeito. Isso é, um template que você pode personalizar e usar em todas as suas prospecções.

A maioria dos hunters, quando você não obtém uma boa taxa de resposta, já pensa que o problema é a lista de leads. Mas, na verdade, são os seus e-mails.

Sendo muito sincera com você, os emails de prospecção, em maioria, são ruins, chatos e genéricos. Por isso, vou te ajudar com dicas preciosas para melhorar seus emails de prospecção e, consequentemente, seus resultados! 

Seguindo esse manual do que (não) fazer na hora de montar um email de prospecção, você vai conseguir de uma vez por todas um email que converte.

Porque seu modelo de email não funciona

Veja agora esse email de prospecção – um modelo muito seguido, por sinal.

modelo-de-email-2

Inicialmente, ele parece ok, certo? Mas, na verdade, possui vários erros ocultos.

Você consegue adivinhar quais são? Pois eu vou listá-los um por um.

Erro 1: Foco na venda

Para começar, esse email é focado em vender para o cliente ao invés de ajudá-lo.

Esse é um dos principais motivos pelo qual a taxa de resposta da maioria das pessoas não é boa.

Erro 2: Assunto direto demais

Antes de você criar um modelo de email perfeito, deve pensar no assunto do email, correto? Até porque, não adianta muito trabalhar no conteúdo sem um assunto que faça o lead abri-lo.

Por isso, ouça bem: você nunca, jamais, deve vender seu peixe de primeira! O assunto deve captar a atenção e curiosidade do lead, e não entregar o seu interesse nele.

Erro 3: Email não responsivo

Um email responsivo é aquele que se adapta ao tamanho da tela em que está sendo aberto.

A tela de um Iphone é bem menor que a de um laptop, concorda? Então seu email deve se adequar às duas!

Vale lembrar que 35% dos profissionais do mercado acompanham suas caixas de email de dispositivos móveis…

Erro 4: Quem é você mesmo?

Existem duas perguntas que o lead sempre faz quando recebe um email de prospecção: quem é você e como você achou ele.

modelo-de-email-gif

Quando o lead recebe seu email sem informação nenhuma

Sem uma apresentação, você é apenas um robô que obteve o email dele ilicitamente e agora está enchendo sua caixa de entrada.

Erro 5: Nenhuma proposta de valor

Antes do lead aceitar um desconto ou decidir comprar seu serviço, ele deve entender que precisa daquilo.

Afinal, se o seu email não melhorar a vida do lead de alguma forma, ele não tem nenhuma razão para continuar a conversa.

Erro 6: Links demais

Isso aumenta o risco do seu email cair direto na caixa de spam. E, se cair, aí você não vai ter resposta mesmo. 😛

Erro 7: Zero resultados

Para despertar o interesse do lead facilmente e ganhar mais credibilidade, é uma boa você mencionar seus resultados. 

Do contrário, como ele vai acreditar que você vai fazer o que está se propondo?

Passo a passo para o modelo de email perfeito

Como você deve ter percebido, o maior problema desses erros é que eles fazem seu email parecer email marketing. E queremos justamente o contrário, não é mesmo?

Agora vou explicar como pegar um modelo de email ruim e transformar em um email que converte.

Aqui tenho um outro exemplo:

modelo-de-email-3

Dessa vez, temos um email personalizado e com os erros arrumados.

Vou explicá-los um a um, para você entender bem o que fazer.

Acerto 1: Foco na pessoa

Além do texto não ser genérico, esse modelo é eficaz porque não há uma tentativa de venda imediata. Eu simplesmente estou demonstrando interesse em falar com a pessoa.  

Acerto 2: Assunto chamativo

Percebe como o assunto é chamativo e coerente com o tom da mensagem? É isso que você deve fazer.

Uma coisa que sempre me ajuda a pensar em bons assuntos é o modelo AIDA. 

modelo-de-email-4

Ele descreve os estados mentais pelos quais os consumidores passam no processo de adquirir produtos ou serviços. Tenho certeza que isso também vai ajudá-lo!

Acerto 3: Colocando a cara no email

No meu email, tenho uma apresentação de quem eu sou e uma tentativa de conexão pessoal, principalmente, porque estou chamando o lead pelo primeiro nome.

Mas nada de adulações, como querido(a) fulano de tal. E não se esqueça de verificar se o nome está correto, hein?

Acerto 4: O email está responsivo (uhul!!!)

Para fazer isso, diminua suas frases e dê espaçamento entre elas.

Outra prática importante é mandar um email teste para si mesmo e ler no celular e no computador.

Acerto 5: Mostrando os resultados

Nesse email, coloquei dados numéricos mostrando os resultados que ajudei outro cliente a conseguir. 

Dessa maneira, gerei valor sobre meu serviço e mostrei para o lead que ele pode conseguir obter resultados semelhantes.

É bacana mostrar os dados em tópicos, pois fica mais fácil de ler e capta mais a atenção.

Acerto 6: Sutileza para conseguir aquele “sim”

Na última frase, eu faço uma proposta de reunião para o lead. 

Tente fechar uma reunião de maneira sutil, sem realmente mostrar que é uma reunião.

Fale que quer bater um papo com a pessoa, entender melhor o cenário dela. Mostrar interesse em ouvi-la é a melhor maneira de fazê-la aceitar conversar com você!

Mas não termina aí…

Chegou ao final do seu email?

Ótimo! Só não se esqueça da sua assinatura.

Uma assinatura bem estruturada deixa impressão de confiança e seriedade. Ela deve conter seu nome completo, um link para o site da sua empresa e seus contatos extras, como Skype, telefone e perfil do LinkedIn. E coloque também uma foto sua, para ajudar o prospect a associar o email a uma pessoa física. 

Por fim, lembre-se que um template ajuda, mas a personalização dele é o mais importante. Conhecer seu lead é a melhor força de saber o que funciona ou não.

Seguindo todas essas dicas, tenho certeza que você também vai conseguir fazer chegar ao modelo de email perfeito. Tire um tempinho para se dedicar a criar o seu ainda hoje!

Depois, comenta aqui embaixo ou me escreve um email contando se conseguiu e quais foram seus resultados: marketing@outboundmarketing.com.br.

Se quiser melhorar sua taxa de conversão ainda mais, não se esqueça de criar um fluxo de cadência. Dá uma olhada nessa ferramenta e veja se ela consegue te ajudar:

[ebook] Guia definitivo para montar o seu time de outbound

8 comments

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *