Gestão

17 filmes de motivação que todo profissional precisa assistir

Algumas pessoas quando pensam em filmes de motivação profissional, imaginam logo aqueles filmes com histórias mirabolantes e grandes sacadas, que deixam muita gente empolgada.

Claro, eu adoro ver esses filmes e eles também me inspiram, com certeza. Porém, em matéria de me jogar pra cima, gosto também dos menos óbvios, porque é possível tirar dali bons insights e até enxergar boas práticas do meio empresarial.

Nos juntamos aqui na OTB para separar diversos filmes que vão te motivar, independente da etapa profissional que você esteja. Afinal, empreendedorismo é pra qualquer pessoa!

Filmes de motivação profissional para profissionais antenados

1. NWA: Straight out of Compton

Esse filme mostra como uma equipe multidisciplinar consegue trazer incríveis resultados, porém também mostra como a ganância e falta de alinhamento pode destruir tudo.

As habilidades empreendedores do Eazy-E vão além do estereótipo do homem engravatado. Ele conseguiu, além de criar um grupo que foi a base para desenvolvimento do Rap e Hip Hop como conhecemos hoje, impulsionar muitos outros talentos do mundo da música. Snoop Dogg, Bone Thugs n Harmony, Dr. Dre, Tupac, Ice Cube, todos são nomes que cruzaram o caminho desse super empreendedor.

Se você gosta de rap e hip hop, com certeza vai gostar ainda mais.

Takeaways: Esforço, superação de grandes obstáculos, senso de pertencimento, criação de autoridade, trabalho em equipe, liderança.

2. 8 Mile – Rua das Ilusões

Persistência e preparação levam ao sucesso. O filme mostra o quão importante é estar cercado de pessoas que acreditam em você e que te inspiram, seja através do exemplo, experiência de vida, ou com palavras e atitudes.

Só ter talento não é o suficiente. Muitas vezes só conhecemos a história dos empreendedores de sucesso e acabamos nos esquecendo das pessoas que estavam dando apoio a eles, podendo ser família e equipe empresarial. 

Takeaways: Esforço, a importância do apoio, importância de bons coachs, pé no chão e confiança no seu próprio talento.

3. O Preço do Amanhã

Quer aprender como fazer um planejamento a longo prazo, dividido em pequenas tarefas, para atingir grandes objetivos? Assista esse filme.

Em uma sociedade onde a perspectiva de sobrevivência é de pouco mais de um dia, os protagonistas são obrigados a adequar seus objetivos a longo prazo em um escala de curto prazo, fazendo alterações de acordo com a demanda, porém sem perder o foco. Te lembra o modelo de Gestão Agile?

Takeaways: Planejamento, espírito de equipe, confiança, visão estratégica e comprometimento com a causa.

4. Big Fish – Peixe Grande

O poder do storytelling para a criar boas experiências. Usando técnicas de encantamento, mudamos a forma como as pessoas enxergam o que fazemos e assim geramos mais valor. Não se trata de mentiras, mas sim de uma forma diferenciada de abordagem.

Além disso, o filme nos ensina uma lição no que tange o limite do encantamento. É preciso conversar com um público que esteja em um alinhamento de entendimento próximo ao seu, ou seu discurso começa a soar fantasioso e mentiroso.

Esse filme certamente deveria estar em qualquer lista de filmes de motivação, pela profundidade que a história nos leva e como o desfecho acontece. É lindo 😀

Takeaways: Storytelling, confiança, uso da fantasia para encantamento, construção de relacionamentos.

5. Oceans 11 e todos da série

É impressionante o poder da segmentação para maximizar o resultado final, e nada melhor que assistir a série de filmes protagonizados por Danny Ocean, interpretado por George Clooney.

Nos filmes, para executar os seus roubos, Ocean reúne um time de especialistas, que possuem habilidades complementares, para atingir o sucesso em suas empreitadas.

É claro que ele possui certa dificuldade para encontrar todas as peças necessárias e durante a empreitada, alguns inconvenientes acontecem.

Mas a qualidade do trabalho realizado pela equipe acabou maximizando os resultados do Ocean, para tristeza dos donos de cassinos de Las Vegas.

E isso, remete perfeitamente ao cenário de vendas. Montar um time segmentado e encontrar as peças corretas para a equipe é algo extremamente complicado e relativamente demorado.

Mas, todos nós sabemos que um vendedor sozinho não consegue atingir os mesmos números de uma equipe completa, por mais talentoso que ele seja.

Então, por mais trabalhoso que encontrar as pessoas certas possa ser, lembre do trabalho realizado pelo personagem do George Clooney. Ele nunca seria capaz de atingir tudo aquilo sozinho!

Takeaways: Trabalho em equipe, especialização com uma equipe multidisciplinar, boa contratação e gestão do time.

6. Bastardos Inglórios

Como segmentar em um nicho de mercado e ter sucesso, usando táticas de negociação e persuasão… e um pouco de força?

Esse filme mostra como um time de potência e disposto a fazer sacrifícios pode chegar onde quer. Os membros do time dos Bastardos sabiam que precisavam abrir mão de praticamente tudo para alcançarem seus objetivos.

É notável no filme a noção de adiamento de recompensas. Isso é muito importante para todo profissional que quer alcançar o sucesso, especialmente quando é preciso provar o seu valor, em um novo emprego, em uma nova oportunidade.

Takeaways: Planejamento, paciência para colher resultados, capacidade de assumir riscos e colher bons frutos.

7. Moneyball – O Homem que Mudou o Jogo

Quer saber como o uso de dados para tomada de decisão pode revolucionar uma empresa, no caso um time de baseball? Assista esse filme.

Em uma era de marketing e vendas data driven, não dá pra deixar de absorver esses conceitos em uma equipe que quer desempenhar suas atividades com excelência.

As mudanças para o mindset data driven podem requerer investimentos financeiros e humanos. Nem sempre as pessoas irão comprar as boas ideias, portanto é preciso estar disposto a correr riscos e pagar pra ver!

Takeaways: Determinação, planejamento data driven, sendo de mudança, visão revolucionária.

8. Do que as mulheres gostam

Esse filme fala sobre um marketeiro com informações privilegiadas, em um mercado extremamente competitivo da moda feminina. Ele nos faz pensar sobre a ética nos negócios e como os nossos relacionamentos nas empresas nos impedem de atingir nosso potencial máximo.

Além disso tudo (tirando a pegação do filme), é interessante como o personagem se importa em entender o seu mercado. Mesmo sendo um homem especializado em marketing para produtos femininos, isso não impede ele de se colocar, literalmente, no lugar de seu público alvo. Interessante, não?

Takeaways: Qual o limite da ética, senso de equipe, o quão podemos deixar nossos colegas nos limitar, imersão no mercado de atuação.

9. O Senhor das Armas

Um grande gestor e negociador em um mercado ilegal, precisando fazer todos tipos de parcerias para sobreviver nos negócios e também pessoalmente.

O protagonista do filme, estrelado por Nicolas Cage, chega a negociar em situações onde não recebe vantagem alguma, fazendo parcerias apenas para se manter no mercado. É possível aprender bastante sobre a postergação de recompensas.

O filme também nos leva a questionar a ética, se ela é tão importante assim quando nosso objetivo é prosperar nos negócios. Será que às vezes é necessário quebrar as regras para atingir os resultados necessários?  É um filme de motivação como nenhum outro!

Takeaways: Nem sempre é possível lucrar, especialização em nicho, dificuldades em trabalhar com parentes, necessidade de formar parcerias estratégicas, storytelling.

10. Obrigado por Fumar

Como vender algo que todos sabem que faz mal e que não há pesquisa alguma que suporte benefícios do produto, no caso o cigarro? É nesse dilema que vive o protagonista, promovendo um produto odiado por muitos.

Através de argumentos diferenciados e do storytelling, ele consegue convencer a opinião pública de que cigarro não é tão ruim assim. Porém, como lidar com a mentira no dia a dia, sem que isso afete sua família e vida pessoal?

Takeaways: Vida pessoal e profissional se chocam, mentir para vender, storytelling.

11. Amor e Outras Drogas

O filme protagonizado pela dupla Jake Gyllenhaal e Anne Hathaway tem como cerne o relacionamento de um representante comercial da Pfizer com uma portadora do Mal de Parkinson, mas vai muito além disso.

No decorrer da história, percebemos que o personagem do Jake possui bastante facilidade para utilizar técnicas de ancoragem para “seduzir” os seus clientes e fechar novas vendas.

Ao utilizar de táticas pouco convencionais para o mercado norte americano, ele consegue se tornar o vendedor líder de sua região.

Assim, aprendemos que o relacionamento, por mais que não feche a venda sozinho (o produto da Pfizer é de boa qualidade, o que facilita bastante o discurso), ajuda na hora de se diferenciar da concorrência.

Takeaways: Discurso diferenciado, bons produtos não se vendem sozinhos, geração de rapport.

12. Lobo de Wall Street

Cultura predadora, foco extremo em resultado, processo de vendas roteirizado, outbound clássico com discurso matador. Esse filme é extremo!

Tirando a questão da ética nos negócios e de mercado, o filme nos ensina como o alinhamento de objetivos pode resultar em grandes conquistas. Não tente fazer isso em sua empresa, mas absorva o que existe de bom!

Takeaways: Cultura empresarial forte, discurso de vendas, poder de convencimento, liderança pelo exemplo.

13. A Origem

Trabalho em equipe, integração e planejamento. O filme aborda a questão da quebra de confiança entre líder e liderados, que é superada pela maturidade da equipe e por uma recompensa considerável logo à frente.

Como em qualquer ambiente corporativo e nos relacionamentos interpessoais, todos estão passíveis a cometer erros. Quando existe uma quebra de confiança, a equipe deve ter maturidade para não colocar tudo a perder.

Seu chefe pisou na bola? Se mantenha focado, complete aquilo que você se propôs a fazer e se for o caso, depois disso, procure algo melhor.

Takeaways: Resiliência, trabalho em equipe, atuação em nicho.

14. À Procura da Felicidade

Uma das maiores lições deste filme está na aplicação da meritocracia. Baseado em uma história real, o filme retrata um protagonista que supera obstáculos para conseguir se sustentar.

Fica muito claro o quanto a sua disciplina, perseverança e esforço se tornaram diferenciais para seu crescimento na empresa. É o famoso intraempreendedorismo, tanto falado nos dias de hoje.

Além disso, algumas cenas nos ajudam a ver um pouquinho dos processos de cold calling e geração de rapport. É possível ver as dificuldades enfrentadas com gatekeepers, a necessidade de construção de relacionamento para fechamento de uma conta e a busca incessante por conhecimento, especialmente sobre a solução vendida, para ajudar na construção de discurso e permitir o fechamento.

Takeaways: Esforço, cultura de desenvolvimento e meritocracia, cold calling, construção de relacionamento, disciplina, busca por conhecimento.

15. O Sucesso a Qualquer preço

Neste filme existe uma das cenas mais conhecidas sobre vendas, protagonizada por Alec Baldwin, e que marca a visão de uma época sobre o processo comercial.

Enquanto hoje preocupamos em ter um processo de inteligência comercial e alcançar a qualificação máxima na pré-conexão, justamente buscando aumentar a eficiência dos contatos, vemos um “consultor” agressivo cobrando que seu time trabalhe melhor.

Existem dois lados nessa cena: um positivo e outro negativo.

Do lado positivo, realmente o time de vendas precisa aprender a trabalhar com o que tem. Existem ciclos de leads mais qualificados e outros menos qualificados, é natural. Desmotivar nos momentos mais desafiadores só piora os resultados.

No entanto, do lado negativo, temos a cobrança sem as ferramentas necessárias. Muito mais do que apenas “mexer com os brios” do time, o consultor poderia ter oferecido um treinamento, coaching ou, no mínimo, dicas para que os vendedores aumentassem sua performance. Toda cobrança sem entrega de insumos é ruim e também piora o time. É um aprendizado do que não fazer 🙂

Takeaways: evolução do processo de vendas: importância da pré-qualificação, cobrança e motivação do time, importância do treinamento e coaching em vendas, aliar cobrança com insumos necessários para atender às expectativas.

16. Coach Carter – Treino para a Vida

Temos diversos exemplos de como o esporte pode ser integrado ao mundo dos negócios. O filme do Coach Carter é ideal para quem quer ter insights sobre como motivar um time, recuperar talentos com problemas de performance e gerenciar um time com foco em resultados.

Toda a história gira em torno de um time de basquete de uma escola americana localizada em uma região perigosa e marginalizada. Os jovens jogadores acabam seguindo caminhos difíceis pela vida e não possuem um foco claro sobre o que desejam fazer.

Coach Carter, o técnico do time, ensina disciplina e incute um propósito no time, criando uma cultura vencedora. Se você está preocupado com a motivação e energia do seu time, vale muito a pena assistir.

Takeaways: Gestão de pessoas, integração de time, criação e manutenção de cultura, recuperação e desenvolvimento de talentos, motivação.

17. Amor sem Escalas – Up in the Air

Apesar da péssima tradução no título, o filme mostra muitas características importantes para o mundo empresarial. Enquanto a novata do time deseja acabar com os custos de viagens, o profissional mais experiente já entende as nuances do negócio e sabe a importância de se executar o trabalho pessoalmente.

Uma firma contratada para demitir funcionários precisa humanizar seus negócios e a construção desse relacionamento pode afetar o seu branding. No entanto, o que pesa mesmo é a relação humana, não esquecer que o profissional, do outro lado da mesa, tem sonhos, objetivos e uma vida fora do trabalho.

Takeaways: humanização do trabalhador, gestão de pessoas, formação de branding.

Conclusão

Você já assistiu algum dos filmes que sugerimos? Acrescentaria algum outro filme em nossa lista?

É legal perceber o quanto podemos aprender com filmes, basta olhá-los de uma maneira diferente e mais profunda. Tente encaixar esses aprendizados no dia a dia de sua empresa para conseguir melhores resultados.

Deixe suas sugestões nos comentários e compartilhe! E não deixe de baixar nosso ebook sobre branding pessoal para trabalhar sua imagem:

 

1 comment

  1. Valeria Pedro 2 fevereiro, 2017 at 17:41

    Mile, mostra a importância do apoio, porém há um que mostra que se você for forte, também consegue, mesmo que ninguém te apoie. Joy (2016), que também é uma história real.
    Obrigada pelas dicas!

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *