Entrevista- Felipe Schepers da Opinion Box
Marketing

[Outbounders] Entrevista: Felipe Schepers

Nessa nova entrevista da série Outbounders, trouxemos um empreendedor muito diferente dos outros. Se você acredita que é necessário fundar uma nova empresa para empreender, o Felipe Schepers do Opinion Box te prova o contrário.

Ao entrar no ramo das pesquisas de mercado como estagiário na empresa Expertise, o Felipe, devido ao seu perfil intraempreendedor, logo conseguiu um espaço entre os acionistas e disso surgiu a possibilidade de fundar o Opinion Box, onde é o atual COO.


Quem é o Felipe, o que ele gosta de fazer?

O Felipe é um publicitário que ama números e por isso mesmo se encontrou no mundo de pesquisa. Gosta de fazer muita coisa ao mesmo tempo, ama trabalhar, descobrir coisas novas e ver TV (seja aberta, fechada, Netflix, seja programas culinários, de casa, realities, jornais e de auditório).

Me fale um pouquinho sobre sua trajetória profissional até virar o Co-Founder e COO de uma das startups mais inovadoras de BH?

Comecei como estagiário na empresa Expertise logo no meu primeiro semestre da faculdade. Vi a oportunidade de trabalhar com pesquisa, tinha um pouco de ideia já sobre o que era, e comecei. Fui aprendendo sobre tudo que envolvia uma análise de pesquisa e crescendo na empresa até ser efetivado, e depois, por convite dos sócios da empresa, comprei ações e me tornei sócio também. Segui crescendo internamente até que fiquei responsável por tocar o braço digital da empresa, que depois se tornou uma empresa do grupo em que tenho participação integral e cuido do dia a dia.

Por que decidiu trabalhar em uma empresa de pesquisa de mercado considerando que estudou Publicidade? Você já via naquela época a tendência das empresas se orientarem por dados?

Entrei na faculdade e no primeiro dia de aula, quando cada um se apresentava, eu falei “tenho certeza de que não quero trabalhar em uma agência” e todos olharam espantados. Entrei no curso com a cabeça focada em trabalhar com marketing, talvez em uma grande empresa e tive a grata surpresa do mundo de pesquisa surgir para mim logo no primeiro semestre.

Como surgiu o Opinion Box?

O Opinion Box surgiu de dentro da Expertise, a partir de discussões sobre o rumo que a pesquisa de mercado e opinião tinham no Brasil. Buscamos soluções para a realidade do momento por aqui e fora, e percebemos que a pesquisa online, que era uma realidade nos Estados Unidos e Europa, ainda era incipiente no país.

Com o nosso conhecimento acumulado de muitas pesquisas feitas com brasileiros, percebemos que havia uma oportunidade grande de preencher um gap do mercado e criar algo realmente inovador e que trouxesse uma mudança para o mercado.

Qual o impacto da tendência data driven na busca por pesquisas de opinião?

Quando tivermos a cultura do data driven disseminada, acredito que o impacto será melhor sentido no mercado de pesquisa. Acredito que a partir das soluções que criamos, que tornam as pesquisas de mercado acessíveis e ágeis, aliado à tendência data driven, podemos revolucionar o mercado e tornar possível que mais empresas e pessoas tomem decisões baseadas em resultados de pesquisa.

Em quais outros setores você se inspira para levar inovação para o Opinion Box?

Todo o segmento de startups, independente do setor, serve de inspiração constante para o Opinion Box. Como trabalhamos com diferentes assuntos no dia a dia, pela variação de temas de pesquisa, acabamos acompanhando a movimentação de empresas do ramo de comunicação, finanças, saúde, telecomunicações, bens de consumo, dentre outros.

Quais são os profissionais que mais lhe inspiram?

Apesar de acompanhar o mercado de startups, não tenho um profissional em mente que falo que sigo e me inspiro. Gosto de acompanhar todo o mercado e vou admirando cada conquista das empresas que gosto. Tento entender onde cada profissional está acertando (ou errando) para que isso sirva de lição para mim.

Como o marketing de conteúdo tem ajudado a construir a reputação do Opinion Box junto aos seus clientes?

Nosso time tem um cuidado muito especial com conteúdo, além de que nós geramos muitos conteúdos proprietários ou em parceria com Mobile Time, Mundo do Marketing, RD, Hekima e Locaweb, para ajudar na construção de autoridade em pesquisa de mercado do Opinion Box.

Cite 5 maneiras que as pessoas deveriam usar pesquisas de opinião, mas que poucos utilizam.

Hum, depende do segmento, mas poucos usam pesquisa para:

  • Testar textos que serão usados em peças ou posts, geralmente o foco são fotos, vídeos e a peça completa.
  • Entender e segmentar seus clientes, identificando as buyers personas.
  • Avaliar o quanto o time da empresa está alinhado com os objetivos e posicionamento da marca.
  • Levantar quais as melhorias que podem ser feitas no site, aplicativo ou plataforma.
  • Fazer brainstorm de conceitos, sentimentos, ideias.

Qual foi o incentivo para implementar o processo de inbound no Opinion Box?

Entendemos que podemos ganhar escala e realmente revolucionar o mercado, e para isso o inbound é fundamental.

Inbound ou outbound, o que tem trazido melhores resultados para a empresa? Quais são as suas expectativas para cada um dos processos?

O processo de inbound está sendo construído, apostamos nele para médio/longo prazo. Por enquanto, principalmente considerando o segmento de pesquisa, o outbound ainda possui maior representatividade. Há possibilidade de ganho de escala nele também e entendemos que o inbound e o outbound, bem alinhados, potencializam, e muito, a probabilidade de sucesso do Opinion Box.

Qual é a previsão de crescimento para o ano de 2016?

Pretendemos fechar o ano com pelo menos R$ 2.000.000,00 em faturamento.

Pessoalmente, como você se enxerga dentro de 5 anos?

Penso que estarei ainda mais experiente e tendo realizado muitas conquistas com o Opinion Box, mas continuarei inquieto e buscando constantemente novas formas de realizar pesquisa, expandindo o nosso mix de soluções e mantendo a pesquisa mais acessível e ágil para todos.

Qual conselho você daria a outros empreendedores?

Sou um empreendedor com um perfil um pouco diferente dos outros, pois comecei a empreender enquanto funcionário de uma empresa e acredito que este é o melhor conselho que posso dar aos empreendedores: você pode empreender em qualquer lugar, então não espere largar tudo, pense e encontre as oportunidades onde você estiver para empreender, ouça a opinião de pessoas mais experientes e não desista com os ‘nãos’ e as dificuldades que aparecerem (elas vão aparecer), pois são elas que te mostrarão os pontos a serem corrigidos e confirmarão que você está no caminho certo.

Créditos da foto: Laura Fonseca

[Case de sucesso] UpLexis

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *