cold mail não funciona
Vendas

O que você deve fazer se você acredita que cold mail não funciona na sua estratégia?

Pela experiência que tive trabalhando com outbound, acredito que todo mundo que investe em uma prospecção ativa já tenha passado por isso.

Você estuda, pesquisa, monta seu Perfil de Cliente Ideal, elabora os melhores templates e dispara uma porção de cold mails, tudo certo!

Logo vem suas primeiras respostas e em meio a elas alguns “Não tenho interesse na sua solução!” ou “Acredito que sua solução não funciona pra mim!”.

Essas respostas ruins podem acabar por despertar um pensamento de que “Ah, enviar campanhas de cold mail não funciona para mim!”.

Calma! Não desista assim tão fácil, tenho aqui a solução pra você!

Não será uma tarefa fácil

O primeiro passo é muita, muita pesquisa, que levarão a tentativas e erros.

De início, não será tão trivial disparar vários cold mails que funcionem.

Muitas pessoas falam que o cold mail funciona e que é a galinha dos ovos de ouro para gerar mais leads.

O que muita gente esquece de dizer é que, para chegar num ponto ótimo, é preciso um grande tempo de pesquisa e estudo para elaborar um processo que traga um grande fluxo de conexões para sua empresa.

Logo, se você está começando agora e seu retorno não foi o esperado, alinhe melhor suas expectativas para não ficar desapontado e não desistir logo de cara.

Expectativas versus Realidade

É claro que a expectativa na hora de disparar uma primeira campanha de cold mails é gerar várias conexões e marcar várias reuniões para seu time.

cold mail não funciona expectativas

Mas, ao invés disso, você acabou recebendo um monte de respostas negativas ou, muitas vezes, nenhuma resposta. Calma! Isso é só o começo e bem-vindo ao clube.

O primeiro passo antes de começar a usar cold mails é se preparar para todas as tentativas e testes que virão antes de você começar a receber suas primeiras respostas positivas.

Não se iluda quando alguém lhe disser que basta escrever alguns emails, usar um software de automação e configurar os disparos que voilà, várias respostas positivas vão chegar na sua caixa de entrada.

Antes de começar o seu processo de outbound entenda e analise a estratégia de cold mailing com um olhar real e saiba que, antes dos acertos, você precisa dominar o porquê e quando essa estratégia pode falhar.

Tire o melhor proveito de suas falhas

Sim! Você deve entender que a falha é o primeiro passo para fazer com que os cold mails funcionem para você.

Todas as respostas negativas, os baixos reply e open rate são como feedbacks do seu processo. O mesmo vale para a parte boa, como as respostas positivas e o altos reply e open rate.

Esses feedbacks são necessários para que você aprenda o que funciona e o que não funciona no seu contexto. Aprender com eles não é tão fácil e requer muita prática.

Então, o melhor a se fazer é não enxergar uma campanha de cold mail, com resultados diferentes do que você esperava, como falha ou como tempo perdido.

O tempo gasto foi importante para você se preparar para as próximas e fazer com que o cold mailing se torne um ponto forte para sua empresa.

Agora que você já entendeu quais são as principais premissas antes de começar a enviar seus cold mails e quais são as reais expectativas que você deve ter sobre eles, vamos começar a praticar!

O que você deve fazer antes de desistir dos cold mails

O primeiro passo para ter sucesso é encarar qualquer retorno como um feedback e aprender a usá-lo ao seu favor. Principalmente os feedbacks negativos.

Então, entenda o que realmente faz você pensar que “os cold mails não funcionam para mim”:

  • Você está recebendo muitas respostas negativas;
  • Você está com baixíssimos open e reply rate;
  • Você recebe respostas positivas, mas elas não se convertem em uma venda.

Verifique o porquê das respostas negativas

Leia todos os seus cold mails em voz alta. Eles estão muito comerciais e se parecem com uma propaganda de TV? Refaça-os.

Verifique se seus emails falam mais sobre você e sua empresa do que sobre o seu lead e a empresa dele. Quando você lê o email, você se sente meio narcisista?

Personalize o seu email e foque no seu smart lead e nos problemas dele se você quiser que ele realmente se interesse no assunto.

Faça uma varredura nos seus emails buscando qualquer frase clichê ou de efeito batido.

Encontrou algo que já é usado por outra pessoa? Possivelmente seu prospect já vai ter se deparado com isso e não dará a mínima para você.

Analise também o teor das respostas negativas.

cold mail não funciona não

Está recebendo retornos com certo tom de raiva? Analise o tempo de intervalo entre seus follow-ups, você pode estar lotando a caixa de entrada do seu lead com muitos emails.

Agora, se o principal motivo que te faz acreditar que os cold mails não funcionam para você, foi a segunda opção, seu reply rate está baixo, também tenho algumas dicas:

Analise bem suas taxas de abertura e resposta

Se poucos emails são abertos por seus leads, ou você está com problemas na entregabilidade dos seus emails ou seu assunto não está sendo relevante o suficiente para fazer seu prospect querer abrir seu email.

Verifique o seu domínio e invista em assuntos de email mais chamativos.

Se poucos emails são respondidos, verifique quantas frases, quantos parágrafos e o tamanho deles em seus cold mails.

O melhor é sempre encurtar bem a mensagem e ser objetivo. Seus clientes em potencial podem não querer ler o seu email todo porque ele é muito longo.

Menor ainda será o número de leads dispostos a responder.

De novo, foque no seu lead e nos problemas dele que você pode resolver. Falar demais sobre você e sobre seu produto faz com que o lead perca o interesse e nem queira terminar de ler seu email.

Releia sua call to action.

Você deixa claro que está esperando uma resposta? A pergunta que você faz é fácil de responder? Se você pede algo pro seu prospect, é algo simples pra ele?

Foque no seu Ideal Customer Profile (ICP).

Em primeiro lugar, entenda porque decidiu contatá-los.

Eles realmente fazem parte de um grupo que pode se interessar por sua solução? A sua abordagem é atraente e relevante para eles?

Se você não tem essas respostas, talvez sua solução não tenha um fit real com o grupo de empresas com quem você está tentando entrar em contato.

Teste a mesma campanha com um ICP diferente e compare os resultados. Ou mude seu discurso se você acredita que está em contato com o ICP certo.

Analise suas taxas de conversão

Agora, se o seu ponto fraco são as respostas positivas que não se convertem em vendas no final das contas, tenho algumas alternativas para você.

Entenda mais sobre o tempo que você está levando para retornar a essas respostas.

Seu contato está sendo o mais rápido possível? Se não, você pode estar perdendo o timing do lead. Tente diminuir ao máximo o seu tempo de reação.

Você está tentando entender o seu lead e se envolvendo no contexto dele? Ou você está tentando diminuir o ciclo de vendas empurrando rapidamente seu produto pra ele?

A chave do sucesso na negociação é o engajamento.

Não só do lado do lead, mas também do lado do vendedor, sempre tente o contato mais humano possível. Não deixe seu lead, ou o vendedor, se sentirem negligenciados.

Converse com seu potencial cliente sobre a relevância do seu serviço no contexto dele, ao invés de simplesmente tentar vender sua solução.

Entenda a fundo o que despertou o interesse dele em conversar com você e tire o melhor proveito disso em seu discurso.

Concluindo

Enviar cold mails não é uma tarefa fácil, mas não é impossível.

Depois de muita pesquisa, aliada a uma boa ferramenta como o Reev, você atingirá o sucesso e conseguirá bons retornos e fechamentos ao final do processo.

É um trabalho árduo, mas que te trará ótimos resultados depois de bem implementado.

Com um bom trabalho de segmentação de leads, uma boa estruturação do conteúdo dos seus cold mails e com uma boa entregabilidade, é possível alcançar bons resultados, mesmo que sua primeira tentativa não alcance sua expectativa.

Não pense que o tempo gasto até você chegar ao modelo ideal de abordagem é um tempo perdido. É imprescindível usar esse tempo a seu favor para obter o máximo de feedbacks e se tornar cada vez mais eficaz.

Eu sempre dou uma dica importante para os meus clientes e acredito que ela seja um ponto chave.

Ao final de cada email escrito, leia e questione:

Se eu recebesse esse email, o assunto me faria abrir? Esse conteúdo me prenderia? Eu seria estimulado a responder o remetente?

Não desista de primeira e tente otimizar o seu processo cada vez mais.

Se você se identificou com esse conteúdo, tente seguir essas dicas e eu fico aqui aguardando seu feedback. Vou adorar saber mais e trocar experiências sobre esse assunto!

Reev, nunca mais perca sua meta em vendas